Arquivo mensal: dezembro 2010

Fim do governo Lula: o pior da história do Brasil

Hoje acaba o governo Lula. Foram 2922 dias em que apesar de o país ter andado para frente em alguns aspectos econômicos, graças ao antecessor de Lula, houve um profundo retrocesso em outras áreas que somados fazem deste governo o pior em 121 anos de República. Ousaria dizer mais: o pior desde que Cabral (Pedro Álvares, não o Sérgio) pôs os pés aqui.

Alguns podem pensar que exagero. Não. Não exagero. O dano causado por Lula deixa raízes profundas no país: corrupção sistêmica como nunca antes, um inacreditável aparelhamento do estado, desconstrução das instituições do estado, loteamento das agências regulatórias, nepotismo, tráfico de influência, populismo.

No entanto, o pior dano que Lula causou ao país foi, como já apontamos aqui, o fim da vergonha na cara e o triunfo da iniquidade. Ao ser pego roubando as pessoas sentiam vergonha da cobrança da sociedade, no atual governo se conseguiu um grau de cinismo tão grande que homens como Delúbio Soares disseram que a maior corrupção da história do país: o mensalão, iria virar piada de salão.

Nestes últimos dias vimos vários jornalistas bajulando Lula: alguns figurinhas carimbadas, já apontadas por Cavalo Louco neste blog, como Élio Gaspario. Outros, críticos do governo Lula como o colunista do Estadão: Carlos Alberto di Franco, que apontou erros mas mostrou um lado otimista onde não há nada para se jactar.

O governo Lula termina de maneira melancólica, com uma grande confusão da juventude. Ontem mesmo um rapaz do Ceará de 18 anos escrevia no meu Twitter argumentos estapafúrdios defendendo a permanência de Cesare Battisti no Brasil. Para este rapazinho, já contaminado pela dialética lulista, Battisti seria um perseguido político pois ele é de esquerda e o governo da Itália é de direita (sic)… Com uma juventude assim, nós que estamos a beira do abismo, daremos um passo para a frente.

Há esperança? Se José Serra tivesse ganho a eleição hoje seria um dia extremamente alegre, seria o dia em que derrotamos a iniquidade. No entanto, hoje é um dia em que há uma alegria agridoce. Sai Lula e isto nos alegra, entra Dilma e isto nos entristece.

Novamente: há esperança? Sim há esperança. Temos que nos organizar, nos reagrupar para combater a podridão que se instalou no Brasil.

Feliz 2011 a todos. Que seja um ano de muitos combates! Vive la Resistance!

Aborto, Dilma, Herodes e Bispos fracos

vox in Rama audita est ploratus et ululatus multus Rachel plorans filios suos et noluit consolari quia non sunt – Mt 2,18

Hoje é o dia em que se comemora a festa dos Santos Inocentes. Para quem não lembra a história, após o nascimento de Jesus, tendo sido avisado que estaria nascendo em Belém o Rei dos Judeus, Heródes, rei naquela época mandou matar todas as crianças com menos de dois anos de idade, para tentar liquidar o menino Jesus.

Hoje, também, foi o dia em que a Ministra de Dilma, deu uma entrevista à Folha de São Paulo mostrando que tudo que Dilma falou sobre o aborto na campanha não era para ser levado a sério.

Eles vão implantar o aborto no Brasil e se escolheu um dia cheio de simbolismo para fazer este anúncio.

Os Bispos que não ouviram o apelo do Santo Padre, entre eles a maior parte dos arcebispos brasileiros, terão suas mãos sujas do sangue destes inocentes que por sua pusilanimidade e omissão não foram protegidos.

 

[URGENTE] – Lula vai ficar com o terrorista

Acabou de ser anunciado na Globo News que o terrorista Cesare Battisti fica no Brasil e fica livre.

Fim vergonhoso para o pior governo da história. Vá embora logo Lula

Bento XVI hoje nos transmite uma mensagem de esperança

Lux fulgebit hodie super nos: quia natus est nobis Dominus: et vocabitur Admirabilis, Deus, Princeps pacis, Pater futuri saeculi: cujus regni non erit finis. — Dominus regnavit, decorem indutus est: indutus est Dominus fortitudinem, et praecinxit se. – Is 9,2-6

Ontem dizia que neste Natal, o politicamente correto, quer dizer, o que algumas pessoas pensam que é políticamente correto se transformou numa ditadura de forma que a visão do menino Jesus, o motivo de tanta alegria em todo o Natal, deve ser escondido como uma figura que ultraja os olhos laicistas dos ditadores desta nova religião.

O Jornal Estado de São Paulo ontem publicava uma matéria em que de certa forma celebrava o fato do Menino Jesus ter sido substituido por ursos, veados, cachorros e Shreks.

Neste contexto a mensagem de Natal do Papa Bento XVI é uma luz de extramo fulgor que merece ser lida com carinho e admiração. Copio ela abaixo, os negritos são meus.

Um feliz Natal, que o menino Jesus nascendo neste dia traga paz e alegria a todos os leitores do Corisco, sejam eles católicos, protestantes, judeus, mulçulmanos ou mesmo ateus.

«Verbum caro factum est – o Verbo fez-Se carne» (Jo 1, 14).

Queridos irmãos e irmãs, que me ouvis em Roma e no mundo inteiro, é com alegria que vos anuncio a mensagem do Natal: Deus fez-Se homem, veio habitar no meio de nós. Deus não está longe: está perto, mais ainda, é o «Emanuel», Deus-connosco. Não é um desconhecido: tem um rosto, o rosto de Jesus.

Trata-se de uma mensagem sempre nova, que não cessa de surpreender, porque ultrapassa a nossa esperança mais ousada. Sobretudo porque não se trata apenas de um anúncio: é um acontecimento, um facto sucedido, que testemunhas credíveis viram, ouviram, tocaram na Pessoa de Jesus de Nazaré! Permanecendo com Ele, observando os seus actos e escutando as suas palavras, reconheceram em Jesus o Messias; e, ao vê-Lo ressuscitado, depois que fora crucificado, tiveram a certeza de que Ele, verdadeiro homem, era simultaneamente verdadeiro Deus, o Filho unigénito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade (cf. Jo 1, 14).

«O Verbo fez-Se carne». Fitando esta revelação, ressurge uma vez mais em nós a pergunta: Como é possível? O Verbo e a carne são realidades opostas entre si; como pode a Palavra eterna e omnipotente tornar-se um homem frágil e mortal? Só há uma resposta possível: o Amor. Quem ama quer partilhar com o amado, quer estar-lhe unido, e a Sagrada Escritura apresenta-nos precisamente a grande história do amor de Deus pelo seu povo, com o ponto culminante em Jesus Cristo.

Na realidade, Deus não muda: mantém-se fiel a Si mesmo. Aquele que criou o mundo é o mesmo que chamou Abraão e revelou o seu próprio Nome a Moisés: Eu sou Aquele que sou… o Deus de Abraão, de Isaac e de Jacob… Deus misericordioso e compassivo, cheio de amor e fidelidade (cf. Ex 3, 14-15; 34, 6). Deus não muda: Ele é Amor, desde sempre e para sempre. Em Si mesmo, é Comunhão, Unidade na Trindade, e cada obra e palavra sua tem em vista a comunhão. A encarnação é o ápice da criação. Quando no ventre de Maria, pela vontade do Pai e a acção do Espírito Santo, se formou Jesus, Filho de Deus feito homem, a criação atingiu o seu vértice. O princípio ordenador do universo, o Logos, começava a existir no mundo, num tempo e num espaço.

«O Verbo fez-Se carne». A luz desta verdade manifesta-se a quem a acolhe com fé, porque é um mistério de amor. Somente aqueles que se abrem ao amor, são envolvidos pela luz do Natal. Assim sucedeu na noite de Belém, e assim é hoje também. A encarnação do Filho de Deus é um acontecimento que se deu na história, mas ao mesmo tempo ultrapassa-a. Na noite do mundo, acende-se uma luz nova, que se deixa ver pelos olhos simples da fé, pelo coração manso e humilde de quem espera o Salvador. Se a verdade fosse apenas uma fórmula matemática, em certo sentido impor-se-ia por si mesma. Mas, se a Verdade é Amor, requer a fé, o «sim» do nosso coração.

E que procura, efectivamente, o nosso coração, senão uma Verdade que seja Amor? Procura-a a criança, com as suas perguntas tão desarmantes e estimuladoras; procura-a o jovem, necessitado de encontrar o sentido profundo da sua própria vida; procuram-na o homem e a mulher na sua maturidade, para orientar e sustentar os compromissos na família e no trabalho; procura-a a pessoa idosa, para levar a cumprimento a existência terrena.

«O Verbo fez-Se carne». O anúncio do Natal é luz também para os povos, para o caminho colectivo da humanidade. O «Emanuel», Deus-connosco, veio como Rei de justiça e de paz. O seu Reino – bem o sabemos – não é deste mundo, e todavia é mais importante do que todos os reinos deste mundo. É como o fermento da humanidade: se faltasse, definhava a força que faz avançar o verdadeiro progresso, o impulso para colaborar no bem comum, para o serviço desinteressado do próximo, para a luta pacífica pela justiça. Acreditar em Deus que quis compartilhar a nossa história, é um constante encorajamento a comprometer-se com ela, inclusive no meio das suas contradições; é motivo de esperança para todos aqueles cuja dignidade é ofendida e violada, porque Aquele que nasceu em Belém veio para libertar o homem da raiz de toda a escravidão.

A luz do Natal resplandeça novamente naquela Terra onde Jesus nasceu, e inspire Israelitas e Palestinianos na busca duma convivência justa e pacífica. O anúncio consolador da vinda do Emanuel mitigue o sofrimento e console nas suas provas as queridas comunidades cristãs do Iraque e de todo o Médio Oriente, dando-lhes conforto e esperança no futuro e animando os Responsáveis das nações a uma efectiva solidariedade para com elas. O mesmo suceda também em favor daqueles que, no Haiti, ainda sofrem com as consequências do terramoto devastador e com a recente epidemia de cólera. Igualmente não sejam esquecidos aqueles que, na Colômbia e na Venezuela mas também na Guatemala e na Costa Rica, sofreram recentemente calamidades naturais.

O nascimento do Salvador abra perspectivas de paz duradoura e de progresso autêntico para as populações da Somália, do Darfour e da Costa do Marfim; promova a estabilidade política e social em Madagáscar; leve segurança e respeito dos direitos humanos ao Afeganistão e Paquistão; encoraje o diálogo entre a Nicarágua e a Costa Rica; favoreça a reconciliação na Península Coreana.

A celebração do nascimento do Redentor reforce o espírito de fé, de paciência e de coragem nos fiéis da Igreja na China continental, para que não desanimem com as limitações à sua liberdade de religião e de consciência e, perseverando na fidelidade a Cristo e à sua Igreja, mantenham viva a chama da esperança. O amor do «Deus-connosco» dê perseverança a todas as comunidades cristãs que sofrem discriminação e perseguição, e inspire os líderes políticos e religiosos a empenharem-se pelo respeito pleno da liberdade religiosa de todos.

Queridos irmãos e irmãs, «o Verbo fez-Se carne», veio habitar no meio de nós, é o Emanuel, o Deus que Se aproximou de nós. Contemplemos, juntos, este grande mistério de amor; deixemos o coração iluminar-se com a luz que brilha na gruta de Belém! Boas-festas de Natal para todos! Leia o resto deste post

Classificação dos Jornalistas – Versão para imprimir

Cavalo Louco prometeu, Cavalo Louco cumpre!

Clique na imagem, imprima em 100cmx80cm aproximadamente e está aí seu poster de Natal!

Feliz Natal para o Corisco, Touro Sentado, General Kutusov e para todos os leitores do Blog!

A demência do politicamente correto

Recebi uma correspondência do meu banco dizendo Boas Festas, vi o Google dizendo Happy Season. Tive um acesso de fúria!

Estamos no Natal, nasceu o Salvador, o Cristo, o Messias! Se não creem, respeitem os que creem!

Esta demência do politicamente correto está já torrando! Nós os homens, não gays, católicos e brancos vamos acabar em campos de concentração.

Depois escrevo um post de Natal em tom mais sereno…

Deputado do Motel será Ministro do Turismo: Relaxa …

Leiam a matéria, do portal terra

A Diretoria Geral da Câmara dos Deputados confirmou o pagamento nesta quarta-feira do valor de R$ 2,1 mil, referente a uma nota fiscal apresentada pelo deputado federal Pedro Novais (PMDB-MA), nomeado como ministro do Turismo no governo Dilma Rousseff, à Casa.

Segundo o deputado, a nota foi indevidamente apresentada para ressarcimento à Câmara. Uma reportagem publicada nesta quarta pelo jornal O Estado de S. Paulo dizia que Novais teria realizado uma festa em um motel de São Luís com dinheiro da cota parlamentar.

O deputado divulgou nota à imprensa na tarde desta quarta-feira em que negou as acusações e disse ter lido com “absoluta indignação” a reportagem da publicação. “É mentira. Nunca estive no tal estabelecimento”, afirmou.

Pausa para rir. Pausa para chorar.

O fato de o futuro ministro afirmar que não praticou ato libidinoso naquela casa de tolerância não o exime de nenhuma responsabilidade. Político pagar festa em motel é motivo para demissão sumária, pagar festa em motel com dinheiro da câmara é motivo para ir para a cadeia. Pelo menos num país sério iria.

Bom, depois da ministra do Turismo que relaxa e goza agora temos o ministro do turismo que só, bom deixa para lá…

Mercadante publicou seu curriculum lattes, mas …

Finalmente Mercadante publicou seu curriculum lattes. Agora que ele obteve o título de Doutor, sabe lá Deus como, está publicado um enorme curriculum com um monte de lixo. Explico-me após publicar o link:

Vamos dissecar o curriculum do senador.
Formação acadêmica/Titulação
1995 – 2010 Doutorado em Teoria Econômica .
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: As Bases do Novo Desenvolvimentismo no Brasil: Análise do Governo Lula (2003-2010), Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Mariano Francisco Laplane. 
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.
1977 – 1989 Mestrado em Ciência Econômica (Conceito CAPES 5) .
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Estado autoritário e desobediência operária: a experiência do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, Ano de Obtenção: 1989.
Orientador: João Manuel Cardoso de Mello. 
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.
1973 – 1976 Graduação em Economia .
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
15 anos. Isso mesmo você não leu errado: 15 anos! Foi este o tempo que o futuro Ministro da Ciência e Tecnologia levou para “concluir” seu doutorado.
Depois disto há um monte de comendas que recebeu, até de câmara de vereadores de cidade pequena. Dez livros de qualidade duvidosa. Nove capítulos em livros de igual qualidade. Duzentos e setenta e seis colunas de jornal e revistas, algumas separatas publicadas pelo Senado e pela Câmara e um vídeo em parceria com o Gabrielli…
Nenhum, atenção vou repetir, NENHUM artigo científico.
Você que está estudando na UNICAMP, fazendo seu doutorado, ralando, procurando publicar um artigo científico: vista seu nariz de palhaço. Sua Faculdade desceu a níveis impossíveis de serem alcançados por qualquer outra. Seu diploma valerá absolutamente nada!
Antes que eu me esqueça: fui atualizar o Curriculum Lattes hoje e copiei a mensagem que vem sempre:
Será que a chefa do Mercadante nunca leu esta mensagem?
Fiquem tranquilos, com Fernando Haddad no MEC e Mercadante no MCT, o Brasil vai sair da frente do abismo, vamos dar um passo adiante…

Há 30 anos morria Nelson Rodrigues: além túmulo uma mensagem para Lula

“A grande vaia é mil vezes mais forte, mais poderosa, mais nobre do que a grande apoteose. Os admiradores corrompem.”  — Nelson Rodrigues

Ao ver esta frase daquele que foi um dos maiores escritores da língua portuguesa, lembrei do momento abaixo em que o homem dos 87% de aprovação foi vaiado.

Um que honra a batina que veste – Parte I

Alguns já terão visto, mas acho que vale a pena ver de novo. Se eu tivesse que escolher um vídeo para o ano de 2010 seria este. O Pe. José Augusto sumiu da Canção Nova, pelo menos não tem mais a exposição que tinha, mas ele não foi omisso como alguns bispos, nem traidor como outros que já relatamos aqui.