Direito à legítima defesa

A mulher de 86 anos, que prefere não se identificar, não se esquece da tentativa de assalto, no sábado à noite. O bandido invadiu um prédio no centro de Caxias do Sul e foi até o segundo andar, onde fica o apartamento dela.
“Entrou aquele moço pela porta, abriu assim. Eu olhei, ‘mas como é que tu entrou aqui?’, pensando que era meu neto. Não mexeu em nada e saiu porta afora e disse ‘te acalma’, disse para mim. Eu olhei para ele e vi que não era o meu neto. Eu fui perto do guarda-roupa e tinha o revólver. Ele disse ‘sua velha não sei o quê, abre esse portão aqui’. ‘Como é que eu vou abrir? Por onde tu entrou, tu vai sair’”, conta.
Mesmo assustada com a situação, a moradora não hesitou em usar a arma. “Pensei: ‘o que eu faço? É eu ou ele’. Pensei nas minhas filhas, nas minhas netas e peguei: ‘agora tu vai’ e ‘pá’. Ele nunca imaginava. Dei um tiro, pegou perto do coração. Depois ele foi indo, levantou o braço, eu disse ‘ele está vivo’. Lembrei dos crimes dele, e disse ‘agora vai outro’ e ‘pá’ e ‘pá’”.
A dona de casa tem dificuldade para caminhar e artrite nas mãos. Diz que nunca tinha atirado antes. A polícia apreendeu o revólver, que é uma herança da família. “Há 50 anos estava ali e nunca tinha usado. Não queria fazer aquilo, mas fui obrigada”.
A moradora foi indiciada por homicídio doloso, quando há intenção de matar, mas ela deverá responder ao inquérito em liberdade. Se a conclusão for que ela agiu em legítima defesa, o processo será arquivado.

Que gasto inútil de dinheiro público! Como se faltasse vagabundo para ser processado resolveram gastar dinheiro investigando uma senhora de 87 anos que se defendeu.

O delegado que cuida do caso ficou surpreso com a reação, por causa da idade da vítima do assalto, mas lembrou que a orientação da polícia é nunca reagir.

Como é? Podendo reagir o cidadão tem o direito de se defender. Se ele discasse 190 e a polícia chegasse logo ele poderia optar por não atirar. Do modo como andam as coisas, os cidadãos de bem deveriam ter o direito de ter as armas que quisessem para se defender.

20120612-062343.jpg

Anúncios

Sobre entregacorisco

Se entrega Corisco! Eu não me entrego não Eu não sou passarinho Pra viver lá na prisão Se entrega Corisco eu não me entrego não Não me entrego ao tenente Não me entrego ao capitão Eu me entrego só na morte de parabelo na mão Se entrega Corisco (se entrega Corisco) Eu não me entrego não! Eu não me entrego não Eu não me entrego não

Publicado em 12/06/2012, em Brasil, Violência e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Prezado Senhor, é sempre gratificante visitar vosso site, pena não ser atualizado mais ainda..Fui sempre idealísticamente “anti-armas”, achando q as ditas não deveriam existir.. mas existem desde quase sempre.. hoje sou CAC e posso possuir um acervo, graças ao Exercito do Meu País, ao Meu Exercito, que depois de necessária pesquisa e investigação, decidiu que sou uma pessoa de bem..SFPC é o orgão a que me reporto. E quanto à valente senhora gaúcha, o que não se comenta é o peso de ter tido que tirar uma vida, êsse peso é só dela..Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: