Arquivos do Blog

Ou os católicos reagem ou voltam para as catacumbas

Li no Reinaldo Azevedo o seguinte:

A organização do evento espalhou 170 cartazes em postes da Paulista em que 12 modelos masculinos aparecem quase pelados, em situações de claro apelo erótico, recomendando o uso de camisinha. Até aí, bem! Ocorre que eles aparecem caracterizados como santos católicos, a exemplo de São Sebastião e São João Batista. Junto com a imagem, a mensagem: “Nem Santo Te Protege” e “Use Camisinha”.

Passaram já 24 horas deste acontecimento e não presenciamos uma notinha sequer da CNBB ou de qualquer bispo de grandes dioceses protestando contra esta profanação da religião católica. Falar asneiras do Código Florestal fizeram, de coisa séria fugiram!

Chegou a hora de reagir. Ou alçamos nossa voz, mesmo aqueles que não são católicos praticantes são ofendidos com isso, e fazemos ouvir nosso protesto ou vamos sucumbir à ditadura gay.

Teremos nossos templos profanados e voltaremos a nos esconder nas catacumbas. Ao contrário dos romanos que exigiam que os cristãos adorassem os deuses a nova ditadura exigirá a adoração da sodomia.

Catacumbas para fugir dos gays

Os católicos mortos e os mansos

Vocês provavelmente terão lido sobre o massacre de 12 católicos no Egito. Egito este saudado como democrático, o Egito livre, o Egito que expulsou Mubarak.

Prestem atenção às manchetes:

Zero Hora: “Incêndio em igreja gera conflitos religiosos no Egito”
Terra: “Confrontos sectarios entre cristãos e muçulmanos deixaram 12 mortos”
O Globo: “Egito promete medidas após 12 mortos em confrontos religiosos”
IG: “Choques entre cristãos e muçulmanos deixaram ao menos 12 mortos e cerca de 200 feridos na capital Cairo”
Estadão: “Choque sectário no Egito deixa 12 mortos;Confrontos entre cristãos e muçulmanos no Cairo também ferem 223 e contribuem com a desordem no processo de transição para a democracia”

O único que noticiou de maneira completa e correta foi Reinaldo Azevedo.

Lendo as manchetes o que você pensa? Que havia cristãos armados e mulçumanos armados, como no tempo das cruzadas, se matando no Egito. E será que foi isso que aconteceu? Não! Uma Igreja Católica foi cercada por uma multidão mulçulmana que estava irada pois havia uma mulher que se convertera ao cristianismo e em seguida atiraram bombas na Igreja e a incendiaram. Houve sim um massacre de cristãos, melhor de católicos.

Só que no mundo em que vivemos matar católicos é algo aceitavel. Já falamos aqui: se você é homem, não é gay, nem negro e ainda por cima é católico, você é o pária da sociedade, você não tem direito a nada.

Alguns leitores poderão argumentar que Jesus disse no Sermão da Montanha: “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra“. É verdade, no entanto não podemos esquecer que “Jesus tendo feito um azorrague de cordas, lançou todos fora do templo, bem como as ovelhas e os bois; e espalhou o dinheiro dos cambistas, e virou-lhes as mesas; e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio.” Jo 2,13-14

A demência do politicamente correto

Recebi uma correspondência do meu banco dizendo Boas Festas, vi o Google dizendo Happy Season. Tive um acesso de fúria!

Estamos no Natal, nasceu o Salvador, o Cristo, o Messias! Se não creem, respeitem os que creem!

Esta demência do politicamente correto está já torrando! Nós os homens, não gays, católicos e brancos vamos acabar em campos de concentração.

Depois escrevo um post de Natal em tom mais sereno…