Arquivos do Blog

Mercadante publicou seu curriculum lattes, mas …

Finalmente Mercadante publicou seu curriculum lattes. Agora que ele obteve o título de Doutor, sabe lá Deus como, está publicado um enorme curriculum com um monte de lixo. Explico-me após publicar o link:

Vamos dissecar o curriculum do senador.
Formação acadêmica/Titulação
1995 – 2010 Doutorado em Teoria Econômica .
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: As Bases do Novo Desenvolvimentismo no Brasil: Análise do Governo Lula (2003-2010), Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Mariano Francisco Laplane. 
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.
1977 – 1989 Mestrado em Ciência Econômica (Conceito CAPES 5) .
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Estado autoritário e desobediência operária: a experiência do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, Ano de Obtenção: 1989.
Orientador: João Manuel Cardoso de Mello. 
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.
1973 – 1976 Graduação em Economia .
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
15 anos. Isso mesmo você não leu errado: 15 anos! Foi este o tempo que o futuro Ministro da Ciência e Tecnologia levou para “concluir” seu doutorado.
Depois disto há um monte de comendas que recebeu, até de câmara de vereadores de cidade pequena. Dez livros de qualidade duvidosa. Nove capítulos em livros de igual qualidade. Duzentos e setenta e seis colunas de jornal e revistas, algumas separatas publicadas pelo Senado e pela Câmara e um vídeo em parceria com o Gabrielli…
Nenhum, atenção vou repetir, NENHUM artigo científico.
Você que está estudando na UNICAMP, fazendo seu doutorado, ralando, procurando publicar um artigo científico: vista seu nariz de palhaço. Sua Faculdade desceu a níveis impossíveis de serem alcançados por qualquer outra. Seu diploma valerá absolutamente nada!
Antes que eu me esqueça: fui atualizar o Curriculum Lattes hoje e copiei a mensagem que vem sempre:
Será que a chefa do Mercadante nunca leu esta mensagem?
Fiquem tranquilos, com Fernando Haddad no MEC e Mercadante no MCT, o Brasil vai sair da frente do abismo, vamos dar um passo adiante…
Anúncios

Alunos da UNICAMP, meus pêsames: Consumou-se a infâmia.

A foto acima, sem as letras vermelhas, foi publicada há pouco no Portal Terra.

Consumou-se a infâmia.

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)

UNICAMP começou a afundar na lama há cinco minutos

Se você tem um título de doutor pela UNICAMP, saiba que seu doutorado, desde agora, passa a valer menos que um doutorado nas Faculdades Amontoadas Tabajara.

Com o nosso amigo Mercadante, o doutor sem Lattes, sem artigos, sem matrícula regular, com uma tese de qualidade duvidosa, com uma banca que inspira cuidados de UTI, defendendo agora seu doutorado na UNICAMP e depois sendo ungido ministro da Ciência e Tecnologia o valor de um título similar na Universidade de Campinas é nulo.

Chorem doutorandos da UNICAMP, sua universidade está sendo estuprada agora. Vocês estão sendo passados para trás.

Assessor da Casa Civil, funcionário do IPEA vem tomar as dores de Mercadante

Um rapaz, metido a sabido, vem zombar de Corisco e vai sair queimado.

Recebo um comentário hoje no post em que falo da vergonha que será para a UNICAMP dar um título de doutor a Mercadante com todas as gambiarras que isto leva consigo. Como bom comentário petralha começa com louvores e tenta pegar este velho jagunço no pulo.

Vamos comentar o comentário e revelar parte da identidade secreta do comentador. Ele vai em vermelho e eu em verde.

Satisfação imensa descobrir que já temos um representante do tea party em brazucas terras, de parabelo na mão e tudo mais. Vê-se que é cabra mais que macho.

Infelizmente, como nada é perfeito, parece que o amigo já absorveu rapidamente aquela certa malemolência que grassa por aqui como não grassa por lá e adquiriu traquejos de nossa supostamente indecente, segundo sugeres, direita.

A “malemolência” acendeu um sinal vermelho em Corisco, onde li este termo ultimamente? Google it and bingo! Luiz Nassif. Opa, nosso comentarista é leitor do Nassif.

Como qualquer dono de jornal nativo (ladeado por seus jagunços de sempre), não te deste ao trabalho de ligar para o telefone que tu mesmo indicaste. Se o fizesses, uma moça educada te responderia que, como nove em dez universidades decentes fazem, qualquer doutorando da Unicamp pode pedir, contra a entrega adiantada de uma versão completa da tese, um “religamento”, que lhe propiciará, a critério de uma banca interna, mais dois ou três meses para a defesa a vera.

Outra luz vermelha acendeu em Corisco. Este jagunço, ao contrário do que sugere o aparvalhado, ligou para o número indicado e depois de vinte minutos de espera em linha não obteve a informação de qual ponto do regimento da UNICAMP tal privilégio se apoiava. Mas o jagunço já farejava que além de leitor do Nassif, o comentarista em questão sabia quem era a moça da Unicamp e qual havia sido o subterfúgio usado para montar o esquema de defesa.

Tenho certeza que da próxima vez, honrado e rápido de julgamentos que és, da próxima vez terás um pouco mais de cuidado em difamar os outros e a universidade dos outros.

Aí Corisco sentiu cheiro de aluno da banda podre da UNICAMP, que como toda boa Universidade tem seus cursos “ovelha negra” onde a petralhada reina solta. Na USP é a FFLCH, lá é a Economia.

Mas o jagunço velho, que é bom de caçar um cabra no mato foi ver as pegadas e encontrou a origem do comentário e surpresa! Um gaucho, ex-assessor da Casa Civil, sob o inefável Zé Dirceu, atualmente funcionário do IPEA e doutorando da UNICAMP. Depois de levar seis anos para fazer seu mestrado na Federal do Rio Grande do Sul (em outros lugaras e épocas isto dava jubilação) está como doutorando da Unicamp desde 2006. Pelo andar da carruagem fazemos votos que defenda sua tese antes das Olímpiadas no Rio.

E antes que eu me esqueça, ele tem uma página lá no portal do seu Nassif.

Alguém, olhando na página de assessores da Casa Civil, adivinha quem é o fanfarrão?

Doutorado não se obtém sem cumprir as regras.

Ainda sobre a escândalosa defesa de doutorado de Aloísio Mercadante na Unicamp na próxima semana:

Vejam as regras, obtidas da página do próprio Instituto de Economia da UNICAMP

2. Os requisitos e os prazos

a) Requisitos.

Para obter o título de Doutor em Economia é preciso cumprir pelo menos 120 créditos em disciplinas de pós-graduação o que exige três semestres. Cada disciplina vale 12 créditos e estudantes em tempo integral cursam normalmente três disciplinas por semestre. É preciso também elaborar uma tese de doutorado equivalente a outros 150 créditos.

b) O período de integralização

O curso de Doutorado em Economia deve ser integralizado em no máximo 48 meses.

O que podemos fazer? Protestar, aliás a oposição deveria estar fazendo um carnaval de protestos se houvesse gente com “balls” na oposição.

Como protestar? Corisco ajuda:

Reclame com a banca

Orientador: Mariano Francisco Laplane (Clicando no link você vai ao Lattes do Orientador que até a última atualização não tinha Aloísio Mercadante entre seus alunos…) – liga, liga, liga, liga… (19) 3521-5717

Carlos Alonso Barbosa de Oliveira
João Manuel Cardoso de Mello
Maria da Conceição de Almeida Tavares
Eduardo Fagnani – (19) 35215720 – Notem as publicações do rapaz, prestem atenção aos títulos, nem estou falando de não ter publicação em revista internacional.

Ricardo Abramovay (USP) – Ele é o pai do Pedro Abramovay, que segundo gravações tinha medo de ser preso como os aloprados (hummm, aloprados, Mercadante, está me cheirando a algo conhecido)
Luiz Carlos Bresser Gonçalves Pereira (USP) – Já nosso conhecido aqui.
Antonio Delfim Neto (USP) – Olha quem apareceu!

Reclame com a Direção do Instituto de Economia

Não adianta, o diretor é o Orientador do Mercadante….

Reclame com a Reitoria da UNICAMP

Ligue e mande e-mail para a Pró-Reitoria de Pós-Graduação

Reclame com Ministério Público

Se você é da região, poderia entrar com uma liminar para suspender a defesa.

A lei vale para todos, inclusive para os petistas! E o que deve ser o Ministro da Ciência e Tecnologia deveria dar o exemplo.