Arquivos do Blog

PT acha que o PMDB está brincando …

Hoje temos vários assuntos, como a imprensa anda alheia a tudo que tem acontecido precisamos juntar os fios soltos …

Leiam o que saiu hoje no Estadão, comento depois.

Sem força para exigir a divisão do comando do Senado com o PMDB nos próximos quatro anos, o PT vai adotar dois caminhos no acerto com os peemedebistas: quer participar da escolha do nome do PMDB para presidir a Casa a partir de 2011 e deixar a porta aberta para disputar o segundo biênio, mesmo confrontando um nome peemedebista.

A cúpula petista, nas diversas reuniões internas e com a presidente eleita, Dilma Rousseff, reconhece a limitação à Câmara do acordo para o rodízio no comando das Casas do Congresso.

O partido, no entanto, deverá esperar a definição do nome dos ministros do futuro governo para assinar o termo de compromisso apresentado, há dez dias, pelo vice-presidente eleito e presidente do PMDB, Michel Temer (SP), sobre a divisão do comando da Câmara. No documento, os dois partidos concordam em dividir a presidência nos próximos quatro anos. A demora na assinatura do acordo pelo presidente do PT, José Eduardo Dutra, provoca desconfiança na cúpula peemedebista.

O partido teme que os petistas estejam trabalhando para permanecer na presidência da Câmara pelos dois biênios.

Ao mesmo tempo em que setores do PT permitem a desconfiança do PMDB inflando o confronto, na cúpula petista, a orientação é evitar precipitações, ter paciência de monge budista e força para conter o que consideram excesso de ousadia dos peemedebistas.

O último ato desse embate foi o anúncio da criação do blocão, minado em seguida pela atuação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para tentar forçar a composição do ministério de Dilma e isolar o PT na disputa no Legislativo.

Senado. Nos próximos dois anos, os petistas pretendem articular apoios e construir uma candidatura forte para eleger o presidente do Senado para o biênio que vai de fevereiro de 2013 a fevereiro de 2015.

Na desconfiança mútua que persiste entre os dois aliados, o PT considera inseguro ficar nas mãos do PMDB, presidindo a Câmara e o Senado, durante o ano eleitoral, quando estará em jogo a cadeira de Dilma Rousseff.

Perfil. Ainda sem poder para enfrentar o PMDB no Senado, o PT trabalha para influenciar a escolha do peemedebista que presidirá a Casa a partir do próximo ano. O partido quer um nome fiel à presidente eleita Dilma Rousseff e um aliado que não cause transtornos para o governo.

Nesse perfil, agrada o nome do senador eleito e ex-governador Eduardo Braga (PMDB-AM) e estão excluídos os senadores peemedebistas considerados de oposição, Jarbas Vasconcelos (PE) e Pedro Simon (RS), e os eleitos, Ivo Cassol (RO) e Luiz Henrique da Silveira (SC). Caso o atual presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), queira permanecer no cargo, terá o apoio do PT.

Comentário meu: Será que eles acreditam no que estão falando mesmo. O PMDB antes de Dilma tomar posse juntou 202 deputados numa demonstração de “quem manda nessa coisa aqui sou eu”, imagina quando a presidente eleita tiver exposto seus fios desencapados e precisar desesperadamente do PMDB …

Eles acham que o PMDB é café com leite. O Collor também pensava assim.

A profecia de Corisco parte II – Estilo Nostradamus

Nostradamus.

Image via Wikipedia

No mês das nuvens do ano de 2011, de todos os cantos do país um clamor contra a dama de vermelho virá. Aquele que comanda os 513 o pedido aceitará para que seu companheiro possa reinar.

Como não é fácil entender Nostradamus, eu traduzo para vocês.

Prestem atenção ao plano que eu imagino para o PMDB: O comando da câmara é mais estratégico para o PMDB que o do senado por algumas razões. Em primeiro lugar é o presidente da Câmara dos Deputados que tem autoridade para decidir se abre ou não processos de impeachment contra o presidente da república. Em segundo lugar, o PMDB da Câmara é mais ligado a Michel Temer que o PMDB do Senado. E em terceiro lugar, Michel Temer é o vice-presidente da república que assumiria em caso de impeachment de Dilma Rousseff.

E que motivos há para o impeachment de Dilma Rousseff? Na opinião de Corisco, basta que um dos três fios desencapados (ver posts antigos) seja ativado.

Para quem não viu a primeira parte da profecia: Parte I – Fernando Collor de Melo

Atenção para a PEC 32/2006

The newly elected president of the Chamber of ...

Image via Wikipedia

Muita atenção a PEC 32/2006. Mudar isto agora não é bom, parece que querem blindar a Dilma contra o risco Temer.

Abre o olho oposição!

A única vantagem desta Proposta de Emenda Constitucional é que veremos o PT e o PMDB se engalfinhando nos próximos dias. Quem aposta que o PT vai ser favorável e o PMDB contra?